Tanak precisou apenas de ser segundo classificado no Rali da Catalunha, penúltima prova do ano, a 17,2 segundos do vencedor, o belga Thierry Neuville (Hyundai i20), pois o outro adversário na corrida ao cetro, Sébastien Ogier, foi apenas oitavo.

O piloto estónio conquista, assim, o primeiro título de pilotos para a Toyota desde o francês Didier Oriol, em 1994, pois tem agora 36 pontos de avanço para Neuville e 46 face a Ogier, quando estão em disputa apenas 30 pontos no último rali, na Austrália.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.