De acordo com o Corriere dello Sport, a bomba artesanal já foi desativada e as investigações estão em curso. Segundo refere ainda a agência France-Press (AFP), também não há indícios de que exista uma ligação ao torneio.

O jornal desportivo italiano acrescenta que havia muitos adeptos de passagem na zona a caminho do estádio, pelo que várias estradas foram bloqueadas para permitir as operações.

A polícia recebeu um telefonema cerca das 16h40 (hora de Lisboa) que dava conta da presença de um veículo com cabos na rua Tito Spiri.

A Presidente da Câmara de Roma, Virginia Raggi, escreveu no Twitter que o dispositivo foi colocado no carro de Marco Andrea Doria, presidente da Mesa para a reabilitação de parques e vilas históricas em Roma.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.