“Este é um trabalho em curso e não gostaria de me comprometer com uma data específica [para concluir o acordo). Damo-nos muito bem, mas quando se trata de detalhes é necessário tempo”, disse Toto Wolff, chefe da Mercedes.

As oito provas que ainda faltam do campeonato de 2020 vão estender a competição pelo maior período de tempo até hoje, o que gera “janelas de oportunidade” para que o seis vezes campeão mundial e a escuderia cheguem a um entendimento.

“Com uma corrida após a outra, não queremos distrair-nos com negociações de contrato. Entre as pausas maiores, como na próxima semana, estamos a caminhar para um resultado satisfatório. Mas não sei quando o vamos anunciar”, acrescentou o dirigente.

Valtteri Bottas é o único piloto até agora certo na Mercedes em 2021 e Wolff já disse que não queria terminar a presente época sem a definição do futuro.

“Não vimos o contrato (com Hamilton) nos últimos três anos e nunca o tirámos da gaveta. Podemos partir daí”, disse Wolff, quando questionado se um novo acordo seria uma mera formalidade.

Wolff recorda que por vezes “as situações e o ambiente mudam”, mas que há vontade de fazer a jornada “juntos” e que nesta fase as partes estão a “debater”.

Lewis Hamilton lidera o campeonato com 190 pontos, mais 55 do que o companheiro Valtteri Bottas (135), enquanto Max Verstappen (Red Bull), dos Países Baixos, completa o pódio provisório com 110.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.