Federer, de 38 anos, disse que Roland Garros, segunda prova do Grand Slam, estava incluído no seu programa para o próximo ano, juntamente com o torneio olímpico em Tóquio2020, Wimbledon, US Open e, talvez, Cincinnati, antes de Nova Iorque.

“Estarei em Roland Garros, mas, provavelmente, sem jogar muito antes. Preciso de passar algum tempo com a família, gozar férias, descansar, fazer uma pausa, principalmente, se participar nos Jogos Olímpicos”, disse Federer à CNN.

O suíço detém o recorde de vitórias em torneios do Grand Slam, com 20 títulos (oito em Wimbledon, seis no Open da Austrália, cinco no US Open e um em Roland Garros), mas a marca está ameaçada pelo espanhol Rafael Nadal, de 33 anos, que soma 19.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.