Félix da Costa, de 25 anos, representou a mesma equipa de há quatro anos, a Carlin, e ficou à frente do sueco Felix Rosenqvist (Dallara Mercedes, que demorou mais 1,603 segundos a cortar a meta) e do brasileiro Sérgio Sette Câmara (Dallara Volkswagen, mais 3,194 segundos).

O piloto português havia saído na ‘pole position’, mas passou para a segunda posição logo na primeira volta, quando foi ultrapassado pelo brasileiro, que era terceiro na grelha de partida, mas no arranque passou para a frente.

Félix da Costa manteve-se em segundo lugar até à sétima volta ao circuito citadino de Macau, quando ultrapassou Sette Câmara, conservando-se aí até ao final da corrida, de 15 voltas.

Sette Câmara, por seu turno, não conseguiu conservar a segunda posição e foi ultrapassado na 14.ª volta, a penúltima, por Felix Rosenqvist, que ganhou a Fórmula 3 de Macau em 2014 e 2015 e saiu hoje em sexto na grelha de partida.

António Félix da Costa só anunciou a 24 de outubro a sua participação nesta edição do Grande Prémio de Macau de Fórmula 3, prova que se realiza desde 1954.

Além de Félix da Costa, a organização da prova convidou outros recentes campeões, como Felix Rosenqvist e o espanhol Daniel Juncadella, que se impôs em 2011.

Juncadella (Dallara Mercedes) cortou a meta em oitavo, 7,840 segundos depois de António Félix da Costa.

Entre os vencedores do Grande Prémio de Macau de Fórmula 3 estão algumas das maiores figuras do automobilismo mundial e antigos multicampeões mundiais de Fórmula 1, entre os quais o brasileiro Ayrton Senna e o alemão Michael Schumacher.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.