“Em decisão divulgada hoje, a entidade máxima do futebol mundial julgou improcedente todos os pedidos do clube brasileiro em ação contra Neymar Jr., o seu pai e o FC Barcelona”, indica o comunicado enviado à agência noticiosa espanhola Efe.

O clube brasileiro, que tem a possibilidade de recorrer da decisão da FIFA, solicitou em 2015 vários pedidos de indemnização, alegando irregularidades na transferência do avançado para o FC Barcelona, em 2013.

De acordo com o Santos, o clube espanhol infringiu os regulamentos ao assinar um pré-contrato com Neymar em 2011, mais de dois anos antes do fim do contrato do jogador brasileiro com a equipa paulista, que diz nunca ter tomado conhecimento desse acordo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.