O técnico, de 50 anos, vinculou-se por dois anos à KNVB, ficando à frente da principal seleção ‘laranja’ pelo menos até 2022, ano em que se disputa o Campeonato do Mundo, no Qatar.

De Boer, que tinha deixado os norte-americanos do Atlanta United em julho, vai estrear-se à frente dos Países Baixos em 07 de outubro, num particular diante do México, em Amesterdão, que antecede os jogos com a Bósnia-Herzegovina (11) e a Itália (14), para o grupo 1 da Liga das Nações A.

O antigo central, que foi treinador-adjunto de Bert van Marwijk na seleção entre 2008 e 2011, treinou o Ajax durante cinco temporadas (2011 a 2016), antes de curtas passagens por Inter Milão (2016/17) e Crystal Palace (2017/18). Em 2019, assumiu o comando do Atlanta United.

Enquanto futebolista, Frank de Boer destacou-se ao serviço do Ajax, clube no qual se formou, e do FC Barcelona, tendo ainda representado Galatasaray, Rangers, Al-Rayyan e Al-Shamal.

Pela seleção dos Países Baixos, somou 112 internacionalizações ao longo de 16 anos de carreira profissional, sendo o terceiro jogador que mais vezes vestiu a camisola laranja, apenas superado por Wesley Sneijder (134) e Edwin van der Sar (130).

O antigo ‘capitão’ da seleção holandesa participou nos mundiais de 1994 e 1998, bem como nos europeus de 1992, 1996 e 2000.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.