O surfista natural de Cascais avançou para os ‘oitavos’ ao superar o brasileiro Adriano de Souza, que somou 12,3 pontos (5,6 e 6,7), contra 14,5 (7,17 e 7,33) do português, indo este agora disputar o acesso aos quartos de final frente ao australiano Ryan Callinan, 11.º da hierarquia.

Antes, ‘Kikas’ já tinha superado a ronda de repescagem, ao contabilizar 12,43 pontos (6,73 e 5,7) no segundo ‘heat’, que terminou atrás do brasileiro Deivid Silva (13,03) e ditou a eliminação do australiano Reef Heazlewood (10,77).

O português, que iniciou a prova no oitavo lugar do ‘ranking’, tinha ‘caído’ na ronda de eliminação, ao terminar a 10.ª bateria da ronda inaugural no terceiro posto, com 7,93 pontos (2,5 e 5,43), perante os 13,07 do australiano Julian Wilson e os 11,6 do brasileiro Miguel Pupo.

Na prova anterior, o Narrabeen Classic, em abril, Frederico Morais foi terceiro classificado, ao perder nas meias-finais frente ao brasileiro Gabriel Medina, que viria a vencer a competição e a assumir a liderança do circuito.

Nesse campeonato, o segundo dos quatro disputados na Austrália, Frederico Morais chegou pela terceira vez às meias-finais numa prova do circuito, depois de ter sido finalista Jeffreys Bay, na África do Sul, em 2017, e de ter perdido no acesso à final no Oi Rio Pro, no Rio de Janeiro, em 2019, em ambos os casos diante do brasileiro Filipe Toledo.

Nas provas anteriores da época 2020, Frederico Morais tinha sido 17.º em Pipeline, no Havai, e nono em Newcastle.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.