Até domingo, data do encontro inaugural, entre Brasil e Venezuela (triunfo dos ‘canarinhos’ por 3-0), “foram detetados 41 casos, dos quais 31 de jogadores e membros das comitivas das seleções, e 10 entre as pessoas ligadas à organização do evento”, informou o Ministério da saúde do país organizador na segunda-feira (madrugada de hoje, em Portugal).

A seleção da Venezuela, que tem o português José Peseiro como selecionador, foi a mais afetada até ao momento, devido a surto que resultou na infeção de 13 elementos da comitiva – oito jogadores e três elementos da equipa técnica -, que motivou a chamada de 15 novos futebolistas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.