“Voltará quando estiver pronto, a vida pessoal é o mais importante. Quando voltar a jogar é porque está preparado”, sublinhou o treinador da equipa líder da Liga inglesa de futebol.

O médio espanhol fez o último jogo pelos ‘citizens’ em 23 de dezembro, na goleada ao Bournemouth (4-0), mas já não foi opção — devido a questões pessoais que não foram reveladas -, com o Newcastle (vitória por 1-0, fora) e com o Crystal Palace (0-0).

Nesse ‘nulo’, em jogo disputado no domingo, Guardiola viu lesionarem-se o brasileiro Gabriel Jesus, que deverá ficar fora dos relvados um a dois meses, e o belga De Bruyne, que saiu de maca já no final do encontro.

O resultado interrompeu uma série de 18 vitórias consecutivas da equipa em que alinha o internacional português Bernardo Silva.

O empate impediu também o City de igualar o recorde de vitórias consecutivas nas cinco principais ligas europeias – Inglaterra, Alemanha, Espanha, Itália e França -, que pertence, desde 2004, ao Bayern Munique, que era igualmente treinado por Guardiola.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.