Depois de 2-0 na primeira mão das meias-finais, a equipa treinada por José Mourinho era clara favorita, mas não teve a vida facilitada, já que o Hull ficou a um golo apenas do prolongamento.

Para Marco Silva, fica o feito de conseguir derrotar um dos grandes do futebol inglês, o que dá ânimo para a esperada recuperação no campeonato, prova em que o Hull é penúltimo. Mais que isso, colocou 'ponto final' numa série de 17 jogos seguidos (conjunto de todas as provas) do Manchester United sem perder.

Lazar Markovic, esta semana recambiado pelo Sporting ao Liverpool e de imediato cedido ao Hull, foi lançado no jogo aos 59 minutos, dando mais fluidez ao ataque da equipa da casa. Também lançado no jogo, mas aos 64 minutos, foi o brasileiro Evandro, cedido pelo FC Porto.

Sem soluções na primeira parte, o Manchester United viu-se a perder de forma justa ao intervalo, por 1-0, com o golo de Tom Hudllestone, de grande penalidade, aos 36.

Na segunda parte, o United reagiu, foi mais pressionante e viu ser perdoada uma grande penalidade aos 53 minutos, quando Huddlestone derrubou Smalling.

O empate chegou aos 66, com Paul Pogba a rematar um bola que ressaltou de um alívio de Huddlestone, pressionado por Ibrahimovic.

Ainda havia tempo para recuperar a eliminatória e o Hull bem tentou, com um cabeceamento do senegalês Niasse 'aos ferros', aos 79 minutos, antes de o mesmo jogador fazer o 2-1, aos 85.

O Manchester United segue assim para a final, dia 26 de fevereiro, contra o Southampton, que na quarta-feira eliminou o Liverpool.

Um minuto de aplauso em Hull por Ryan Mason

Os adeptos do Hull e do Manchester United que hoje foram ao KCOM Stadium, em Hull, estiveram unidos num minuto de aplauso a Ryan Mason, futebolista que está a recuperar de uma fratura craniana.

Ao minuto 25 do jogo das meias-finais da Taça da Liga inglesa, todos se levantaram para um sentido aplauso ao jogador, que se lesionou com muita gravidade no jogo do campeonato entre o Hull e o Chelsea.

Ao mesmo tempo, os videomarcadores do estádio projetaram uma imagem do jogador, com o a legenda "One Ryan Mason".

O jogador continua internado em Londres, no hospital de St. Mary's com evolução favorável da operação à fratura sofrida em campo em Stamford Bridge, quando chocou com a cabeça de Gary Cahill.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.