“Calhou-nos uma equipa onde temos que percorrer muitas quilómetros. Temos que fazer uma logística para dar as melhores condições à equipa, principalmente no regresso, porque depois temos outro jogo fora com o Tondela”, começou por dizer o técnico, em conferência de imprensa.

Sobre o valor dos cazaques, que foram adversários do Benfica na fase de grupos da Liga Europa na temporada 2015-2016, Jorge Jesus reconheceu que havia clubes teoricamente mais fortes que podiam ter saído em sorte aos ‘leões’.

“Não é desconhecido. Sabemos do valor do Astana, há equipas com mais valor, mas na pratica isso não quer dizer nada. Vamos disputar uma eliminatória com um adversário que tem todas as hipóteses de passar à fase seguinte. Temos muito tempo para trabalhar sobre essa viagem”, alertou.

Com uma viagem de avião que durará cerca de sete horas, o Sporting defronta o Astana em 15 de fevereiro, no Cazaquistão, recebendo na semana seguinte os cazaques, dia 22, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.