“O Kalani nada no oceano onde os peixes têm medo”. O testemunho de Garrett McNamara no documentário “Kalani - Gift from Heaven” resume o pensamento de quem olha para a forma destemida e serena de como este bodysurfer brasileiro, nascido no Havai, enfrenta o mar.

Realizado pelo português Nuno Dias, relata a história de Kalani Lattanzi, o “waterman” cujo nome em havaiano significa “um presente do céu” e que sozinho, só com o corpo e um par de barbatanas, surfa as maiores ondas do mundo.

A praia do Norte, imortalizada e globalizada por McNamara cumpre a grande maioria dos 25 minutos desta curta-metragem passada dentro de água, no meio de ondas gigantes. O Canhão da Nazaré é o palco principal, e quase exclusivo, onde se desenrola a ação, uma ação que viajou até às origens da personagem que dá vida à Sétima Arte, ao Rio de janeiro, na praia de Itacoatiara, em Niterói.

Filmado ao longo de três anos, contém imagens inéditas da Nazaré e recupera as maiores ondas alguma vez feitas no bodysurf, um dos desportos mais radicais.

Entre filmagens aéreas, com recurso a drone, junto ao Forte de São Miguel Arcanjo ou dentro de água, o documentário mistura a mais pura adrenalina com uma inquietante tranquilidade em câmara lenta que mostra um bailado, uma coreografia de um corpo que ora surfa uma “parede” de água de mais de 50 pés (mais de 15 metros), ora submerge perante um tsunami de espuma.

“Kalani - Gift from Heaven” conta com a participação e testemunho dos surfistas Andrew Cotton, Ross Clarke-Jones, Maya Gabeira, Carlos Burle ou Lucas Chumbo, ilustres nomes das ondas grandes a nível mundial, além dos portugueses Hugo Vau e Nic Von Rupp. É dedicado a Plinio Lattanzi, pai de Kalani, que morreu, em janeiro de 2019, na praia de Honolua Bay, no Havai.

De uma estratégia que foi interrompida à oportunidade no digital

Em novembro de 2019, “Kalani - Gift from Heaven” estreou-se no Festival “SAL" (Surf at Lisbon) um dos mais prestigiados Festivais de surf da Europa, onde ganhou “A Melhor Curta-Metragem em Documentário”.

Em fevereiro, o filme foi nomeado para os “Prémios Sophia”, na categoria Melhor Curta-Metragem de Documentário, seguindo-se o bilhete de entrada no "International Surf Film Festival d’Anglet”, França, no "Sörf Film Fest”, Áustria, no "Maui Film Festival”, Havai, ou no “International Ocean Film Tour”.

“A estratégia era correr estes festivais este ano”, disse ao SAPO24, Nuno Dias, 25 anos, que já venceu múltiplos prémios no WSL Big Wave Awards, e que tem o seu cunho na série “Hostile Planet”, da National Geographic”, em produções da Red Bull ou filmes publicitários de marcas automóveis Aston Martin e Lamborghini.

Não viria a ser exibido em nenhum. “Todos os eventos foram suspensos face à situação da pandemia covid-19”, adianta, sem lamentar. Outra porta foi, entretanto, aberta. “Recebemos várias propostas de distribuição e avançámos”, atira.

"Kalani - Gift from Heaven" está, assim, disponível, a partir de agora, em todas as plataformas digitais da Apple (iTunes, Apple Movies and Apple+), na Amazon Prime Video, no Vimeo VOD, no Google Play, na Vudu, na Playstation e na Xbox.

Ficha técnica:

Direção e Produção: Nuno Dias

Filmagens aéreas: Máquina Voadora Produções

Filmagens na água: Tim Bonython e Paulo Barcelos

Escrito: Guilherme Vital

Fotografia: Ricardo Bravo, Pedro Miranda e Hélio António

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.