O piloto da Ferrari realizou o melhor tempo na derradeira tentativa, em 1.36,217 minutos, destronando o seu companheiro de equipa, o alemão Sebastian Vettel (Ferrari), ainda relegado para o terceiro lugar pelo britânico Lewis Hamilton (Mercedes).

O campeão mundial ficou a 191 milésimos de segundo do tempo de Leclerc, enquanto Vettel gastou mais 29 milésimos do que o britânico, abortando a última tentativa depois de cometer um pequeno erro.

O holandês Max Verstappen (Red Bull) sairá ao lado de Vettel, mas ficou já a mais de meio segundo de Leclerc.

“Foi uma boa volta, mas houve alguns momentos em que pensei que ia perder o carro. Ainda assim, estou extremamente feliz por sair da ‘pole'”, disse o monegasco, que estreou uma nova especificação de motor, a terceira da temporada, que se mostrou mais competitiva do que a anterior, com que rodou na sexta-feira.

O desempenho dos carros italianos surpreendeu o campeão. “Não sei onde a Ferrari foi buscar este ritmo. Dei tudo por tudo, ainda toquei no muro algumas vezes”, explicou.

O GP de Singapura é a 15.ª prova da temporada. Lewis Hamilton é o líder, com 284 pontos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.