Em comunicado, a FIA informou que Hamilton “teve vários testes negativos” e que foi autorizado a deixar o Bahrein, onde esteve em quarentena nos últimos 10 dias, e a viajar para Abu Dhabi, após ter tido um teste positivo para o novo coronavírus, que provoca a covid-19, em 29 novembro.

Em conformidade com o protocolo delineado para a Fórmula 1, Hamilton voltou a realizar novo teste na chegada a Abu Dhabi, o qual também resultado negativo, permitindo, assim, que o britânico esteja livre para participar na prova, que se inicia na sexta-feira, com as duas primeiras sessões de treinos livres.

O piloto da Mercedes, que soma sete títulos de campeão mundial, incluindo o desta temporada, foi testado na véspera do Grande Prémio do Bahrein, em 29 de novembro, depois de ter acordado com sintomas, e falhou o Grande Prémio seguinte, no circuito de Sakhir, sendo substituído pelo compatriota George Russell.

No GP de Abu Dhabi, cuja corrida se realiza no domingo, Lewis Hamilton vai procurar a 12.ª vitória da temporada.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.