Na conferência de imprensa de antevisão da final da Liga dos Campeões, Hans-Dieter Flick disse encarar o embate com os tricampeões franceses como mais um teste à sua equipa, que soma 21 vitórias consecutivas.

“Vamos testar-nos, como nos testámos frente a FC Barcelona [vitória por 8-2] e Lyon [3-0], vamos tentar dar o nosso melhor, neste jogo especial, em podemos sagrar-nos campeões europeus. Se o conseguirmos, ficaremos muito satisfeitos”, referiu o técnico alemão.

Hans-Dieter Flick, que em novembro sucedeu ao croata Niko Kovac, realçou a importância de limitar a posse de bola do Paris Saint-Germain.

“Não queremos dar espaço ao adversário e, para isso, é importante pressionar o adversário. Talvez me atreva a dizer que têm um estilo semelhante ao FC Barcelona, igualmente com muita qualidade, um nível de topo e ótimos jogadores, pelo que não podemos dar espaço. Nos últimos 10 meses tentámos incutir um estilo de jogo com uma defesa alta, mesmo diante do Lyon, que tem um estilo mais direto, e não acho que vamos mudar isso amanhã [no domingo]”, explicou Flick.

O treinador do Bayern disse não ter tido muito tempo para ficar nervoso com a final e que esperar conseguir concretizar o seu plano para a final, elogiando ainda a capacidade defensiva da formação francesa, que concedeu apenas cinco golos na presente edição da ‘Champions’.

“Temos um plano para o jogo e espero conseguir concretizá-lo para sermos bem sucedidos. Não é todos os anos que chegamos à final, por isso vamos tentar praticar o nosso melhor futebol para o conseguir, não há outra forma de conquistar este troféu”, frisou.

O técnico escusou-se a revelar o ‘onze’, admitindo dúvidas sobre a possibilidade de utilizar o defesa central Jérômbe Boateng, devido a lesão, enaltecendo o “ótimo ambiente” no grupo, que vai “tentar desfrutar”.

Apesar de a final da Liga dos Campeões colocar frente a frente dois treinadores alemães, Flick recusou tratar-se de um duelo frente ao homólogo do Paris Saint-Germain.

“Vamos jogar com o Paris Saint-Germain, estamos contentes por jogar com uma das melhores equipas do mundo, com um treinador com uma filosofia ganhadora, vai ser ótimo rever o Thomas Tuchel em Lisboa, numa final. Mas vai ser um jogo entre Bayern e Paris, não mais do que isso”, rematou.

Paris Saint-Germain e Bayern Munique disputam no domingo, a partir das 20:00, a final da edição de 2019/20 da Liga dos Campeões, no Estádio da Luz, em Lisboa, num encontro que vai ser arbitrado pelo italiano Daniele Orsato.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.