Chelsea e Juventus partiram para a derradeira jornada do grupo nas primeira e segunda posições, respetivamente, com 12 pontos, seguidos do Zenit, com quatro e a garantia de presença na Liga Europa, e do Malmo, último com um e já afastado.

A equipa inglesa puxou pelos galões de campeã europeia em título e demonstrou cedo a vontade de segurar a liderança, com um golo aos dois minutos do alemão Timo Werner, mas o Zenit deu a volta ainda antes do intervalo por intermédio do brasileiro Claudinho e do iraniano Sardar Azmoun.

O Chelsea empatou a 2-2 pelo belga Romelu Lakaku, aos 62 minutos, mas estava obrigado a vencer para recuperar a liderança, uma vez que a Juventus cumpria com serviços mínimos e vencia o Malmo por 1-0, resultado que se manteria inalterável.

Num final de jogo frenético, o Chelsea chegou à vantagem aos 85 minutos com um segundo golo de Timo Werner (3-2), que esteve também na assistência para o golo de Lukaku, voltando à condição de líder do grupo, mas por pouco tempo, pois o Zenit empatou a 3-3 por Magomed Ozdoev, aos 90+4.

O Grupo H fechou com a Juventus a chegar à liderança, com 15 pontos, seguida do campeão europeu Chelsea, segundo com 13, do Zenit, terceiro com cinco – que prossegue a caminhada na Liga Europa -, e do Malmo, quarto e último posicionado, com um.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.