Os ingleses chegam à final demolidores e apresentam, para já, a melhor média de golos de sempre na prova, mas os ‘merengues’ têm a seu favor a ampla experiência recente, com três triunfos em quatro anos.

O Real é, de resto, o clube de maior sucesso na Taça/Liga dos Campeões – 12 triunfos – e o primeiro emblema a chegar a um tri (logo em 1958), feito que só Ajax e Bayern repetiram. O Liverpool está com cinco taças, mas só dois títulos consecutivos.

À medida que a época avançava tornou-se claro que tanto o Real como os ‘reds’ apostavam tudo nesta prova, alheando-se um pouco das competições internas, que cedo penderam de forma muito clara para Barcelona e Manchester Ciy.

Cristiano Ronaldo será, mais uma vez, o ‘ás de trunfo’ do clube merengue e, com 15 golos já feitos, prepara-se para ser o melhor marcador da prova pelo sexto ano consecutivo.

Aos 33 anos, CR7 aponta para quinto título de campeão europeu de clubes e ficar muito próximo de igualar o recordista de conquistas, Paco Gento (6).

Do lado do Liverpool, a grande estrela é agora o egípcio Mohamed Salah, com recorde de golos na liga inglesa e com 10 golos na ‘Champions’.

Este será o sexto confronto entre as duas equipas na Liga dos Campeões, com o Liverpool a levar vantagem por 3-2, tendo mesmo vencido a única final frente ao Real Madrid, em 1981, por 1-0.

O jogo final da edição 2017/18 da Liga dos Campeões está marcada para as 19:45, em Kiev, e terá arbitragem do sérvio Milorad Mazic.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.