O campeão espanhol e o vice-campeão inglês têm duelo marcado para o Stade de France, nos arredores de Paris, numa reedição da decisão de 2018, quando os ‘merengues’ arrecadaram pela 13.ª vez o troféu da principal competição europeia de clubes e cimentaram a posição de recordistas de conquistas.

Em 26 de maio desse ano, dois golos do galês Gareth Bale — um dos quais num pontapé acrobático – e um do francês Karim Benzema deram expressão ao triunfo por 3-1 sobre os ‘reds’, que ainda chegaram a empatar o encontro por Sadio Mané, mas não resistiram aos erros do próprio guarda-redes, o alemão Karius, que ‘ofereceu’ tentos de ‘bandeja’ aos adversários.

Há 41 anos, em 1981, os dois emblemas já se tinham defrontado pela primeira vez numa final da Taça dos Campeões Europeus, curiosamente em Paris, onde o Liverpool venceu por 1-0 e arrecadou uma das seis ‘orelhudas’ do seu historial, sendo que a última foi erguida na ‘ressaca’ de Kiev, em 2019, depois de uma final diante do Tottenham, em Madrid.

Hoje, em Saint-Denis, estarão frente a frente dois dos clubes que mais vezes venceram a competição e que mais vezes participaram na final, com o Real Madrid a atingir a sua 17.ª decisão e o Liverpool a 10.ª.

Depois de vencer o Grupo D, superiorizando-se a Inter Milão, Sheriff e Shakhtar Donetsk, o Real Madrid ultrapassou na fase a eliminar o Paris Saint-Germain, Chelsea e Manchester City, garantindo nova presença no jogo decisivo.

Já o Liverpool, venceu o Grupo B, na frente de Atlético Madrid, FC Porto e AC Milan, batendo depois o Inter Milão, Benfica e Villarreal.

A final da Liga dos Campeões, que vai consagrar o sucessor do Chelsea, está agendada para hoje, às 20:00 (hora de Lisboa), no Stade de France, com arbitragem do francês Clément Turpin.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.