Em conferência de imprensa, Lito Vidigal, que vai cumprir no Estádio dos Bonfim o seu segundo jogo como técnico dos sadinos, manifestou o objetivo de interromper uma série de cinco derrotas consecutivas e 13 jogos que a equipa leva sem vencer.

“Estamos há muito tempo sem vencer, mas como diz o povo ‘não há bem que sempre dure nem mal que nunca se acabe’. E esperemos que este mal termine na segunda-feira. É um jogo importante para nós, em casa, o Vitória é um clube de massas e, se não fosse esta pandemia, ter adeptos no estádio faria uma diferença tremenda”, admite.

Numa fase crucial da época em que o Vitória de Setúbal precisa de “energia positiva” para inverter o ciclo e garantir a permanência, o treinador fez questão de salientar a importância da união.

“Os jogadores precisam de sentir os adeptos, os vitorianos gostam do Vitória, são presentes, e isso também nos limita um pouco. Não estando presentes, espero que o estejam emocionalmente e transmitam uma energia positiva aos jogadores para que depois eles possam colocar em campo”, disse.

Lito Vidigal reconhece que frente ao Famalicão a missão da sua equipa será complicada pelo facto de terem pela frente um oponente de qualidade que está a realizar uma excelente prova.

“É uma equipa forte, das boas equipas do campeonato, está numa posição tranquila e pode alcançar objetivos também. Respeitamo-los, mas primeiro olhamos para nós e percebemos como o podemos combatê-los, que é com muita organização, trabalho, coração e inteligência, porque nesta altura o aspeto emocional é muito importante também”, frisou.

O facto de estar há menos de uma semana à frente da equipa não impede o treinador, que na sua estreia pelo Vitória perdeu 1-0 com o lanterna-vermelha Desportivo das Aves, de encarar as jornadas que faltam da prova com otimismo.

“Sempre lhes disse que só todos juntos poderemos sair desta situação e alcançar o objetivo. Temos de estar todos juntos nesta fase, jogadores, equipa técnica, ‘staff’, direção, massa adepta vitoriana, cidade… Neste momento, só com todos a pensar no mesmo sentido e a remar para o mesmo lado conseguiremos lá chegar. É muito importante”, referiu.

Frente ao Famalicão, o treinador volta a contar com os contributos de Carlinhos, Zequinha e Guedes, jogadores que regressam após castigo. Em sentido inverso estão os defesas Sílvio e Artur Jorge, ambos suspensos.

Vitória de Setúbal, 15.º classificado da I Liga, com 30 pontos, e Famalicão, sexto, com 49, defrontam-se na segunda-feira, a partir das 21:15, no Estádio do Bonfim, em Setúbal, num jogo que vai ser arbitrado por Hélder Malheiro, da associação de Lisboa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.