Os ‘red devils’, que jogaram reduzidos a 10 desde os 67 minutos, por expulsão do guarda-redes Sergio Romero, empataram 2-2 com o ‘secundário’ Derby County, dirigido por Frank Lampard, ex-pupilo de Mourinho, contudo perderam nos penáltis por 8-7, com Phill Jones a permitir a defesa de Scott Carson.

O Wolverhampton não foi além de 0-0 com o Leicester, baqueando por 3-1 na decisão por castigos máximos.

A equipa de Lampard, antigo ‘capitão’ do Chelsea de Mourinho, fez história com golos do galês Harry Wilson (59) e Jack Marriot (85), enquanto os ‘red devils’ se tinham adiantado com golo do espanhol Mata (03) e conseguiram ir a penáltis com tento, fora de horas, de Fellaini (90+5).

O Wolverhampton de Nuno Espírito Santo teve uma primeira parte discreta, mas na etapa complementar tudo fez para resolver o jogo nos 90 minutos, evitando os penáltis nos quais acabou afastado, por 3-1.

Com Ricardo e Adrien a titulares, acabou por ser o guarda-redes galês Danny Ward a defender dois remates, incluindo um de Diogo Jota, enquanto um terceiro acabou no poste.

Ruben Vinagre e Ivan Cavaleiro foram titulares na equipa de Nuno Espírito Santo.

O Manchester City, sem Bernardo Silva, não teve problemas para ir afastar o Oxford City, do terceiro escalão, por 3-0, com golos do brasileiro Gabriel Jesus (36), do argelino Mahrez (78) e de Philip Foden (90+2).

Em disputas entre equipas das primeira e segunda divisões, desfechos favoráveis aos mais fortes: o Bournemouth afastou em casa o Blackburn Rovers (3-2), enquanto o Fulham foi ganhar 3-1 ao recinto do Millwall e o Crystal Palace 3-0 ao West Bromwich.

Surpresa protagonizada pelo Burton Albion, do terceiro escalão, que afastou o Burnley, do escalão principal, com 2-1.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.