O Paris Saint-Germain está a atacar o mercado de transferências de verão de uma forma brutal. Depois de já ter garantido a contratação a custo zero de Georginio Wijnaldum, uma das peças fundamentais do meio-campo do Liverpool campeão inglês e europeu, há mais quatro nomes apontados ao clube da capital francesa. Três deles são jogadores livres, e sim, um deles é Lionel Messi.

Gianluigi Donnarumma, Sergio Ramos e Achraf Hakimi deverão ser confirmados nos próximos dias como reforços do clube francês. O jornalista italiano Fabrizio Romano, especialista em questões de mercado, avançou, inclusive, que o guarda-redes italiano de 22 anos, que fez toda a carreira e formação no AC Milan, já fez exames médicos e assinou um contrato até 2026. A contratação, segundo Romano, não implicará a saída do antigo tetra campeão europeu Keylor Navas.

Já sobre Ramos, o mesmo jornalista avança que o clube e o defesa central já alcançaram um acordo. Um contrato até 2023 deverá ser assinado nos próximos dias.

Hakimi é o único jogador deste grupo por quem o PSG terá de desembolsar dinheiro. O defesa direito marroquino da formação do Real Madrid, que já somou passagens por Borussia Dortmund e Inter de Milão, deverá obrigar o clube parisiense a desembolsar 60 milhões de euros, mais 10 em objetivos, junto do emblema italiano, de acordo com a mesma fonte.

Os três deverão ser apresentados em simultâneo dentro de duas semanas, reporta o jornalista que colabora regularmente com o The Guardian, na secção de desporto.

Por último, o jornal AS avançou hoje que, um dia após Messi se ter tornado num jogador livre, o Paris Saint-Germain já fez chegar junto do 10 argentino uma proposta de contrato. Apesar de toda a imprensa espanhola, inclusive o presidente do FC Barcelona, indicarem que o vencedor de seis Bolas de Ouro permanecerá na Catalunha — esta também é a informação avançada por Romano —, o clube francês parece acreditar que tem aqui a oportunidade de colocar uma cereja no topo do bolo que é este ataque ao mercado.

Se o PSG conseguir cumprir este plano (Wijnaldum é o único confirmado até ao momento), os milionários de Paris estarão a conseguir uma verdadeira compra de saldos uma vez que estarão a gastar 60 milhões de euros num conjunto de jogadores que, segundo o Transfermarkt, está avaliado em 180 milhões de euros.

Mas mais do que o valor estimado do grupo, o verdadeiro valor desportivo deste traduz-se em nada mais nada menos do que em 10 Ligas dos Campeões e num total de 75 títulos distribuídos por atletas que nos últimos anos atuaram nas melhores ligas de futebol do mundo. A tudo isto junta-se o talento dos que já estão em Paris, nomes como Navas, Kimpembe, Marquinhos, Verratti, Di María, Neymar ou Mbappé.

Esta é a verdadeira declaração de princípios do PSG a um título europeu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.