A formação da casa adiantou-se aos 22 minutos na sequência de um rápido contra-ataque conduzido por Ben Yedder e concluído por Jesús Navas, mas, logo quatro minutos depois, o ‘astro’ argentino, com um remate de primeira a responder a um cruzamento de Rakitic, empatou o encontro.

Antes do intervalo, aos 42 minutos, Gabriel Mercado marcou para os sevilhanos, num remate rasteiro cruzado, aproveitando um bom cruzamento de Pablo Sarabia.

A formação catalã, que contou com o internacional português Nélson Semedo a titular (foi substituído ao intervalo por Sergi Roberto), lançou-se novamente atrás da igualdade, que viria a surgir aos 67 minutos, novamente por Messi, desta feita com um remate com o seu pior pé, o direito.

Já com o jogo a caminhar para a reta final, a ‘pulga’ voltou a fazer das suas e, aproveitando um ressalto à entrada da área do Sevilha, finalizou com classe ao fazer um ‘chapéu’ ao guarda-redes da equipa rival, completando o seu 'hat-trick'.

Depois, ainda houve tempo para o seu companheiro de ataque, Luis Suaréz fixar o resultado final em 4-2 a favor dos catalães aos 90+3.

Com os três golos hoje apontados, Messi bateu um novo recorde da liga espanhola, tornando-se o jogador que já marcou mais golos a uma equipa. Só para o campeonato, o argentino já fez assinou 28 golos ao Sevilha.

Quem beneficiou da derrota da formação em que atua o avançado português André Silva - que hoje não saiu do banco de suplentes - foi o Getafe, que horas antes tinha batido em casa o Rayo Vallecano por 2-1, com golos de Jaime Mata e Jorge Molina, e com Raul de Tomas a fazer o tento de honra dos visitantes.

Com esta vitória o Getafe ‘roubou’ o quarto lugar da liga espanhola ao Sevilha.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.