Na penúltima das 25 voltas da corrida algarvia, o português natural de Almada seguia no 10.º lugar, tendo a sua mota sofrido um toque na traseira do espanhol Iker Lecuona (KTM), que também caiu.

Os dois pilotos foram assistidos no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão, mas conscientes, segundo a direção médica da corrida.

Em comunicado, a KTM deu conta de que Miguel Oliveira “está a caminho do hospital, para normais exames médicos”, remetendo esclarecimentos para mais tarde, depois de ter dado conta de que o piloto estava bem.

O acidente foi sinalizado com bandeira vermelha e a interrupção da corrida terminou antecipadamente a corrida, por já terem sido percorridos 75% da prova, vencida pelo italiano Francesco Bagnaia (Ducati).

Bagnaia, segundo no Mundial, atrás do já campeão Fabio Quartararo (Yamaha), liderou toda a corrida disputada na ‘montanha-russa’ algarvia e somou o terceiro triunfo da temporada, ao deixar o espanhol Joan Mir (Suzuki) na segunda posição e o australiano Jack Miller (Ducati) na terceira.

Quartararo, o primeiro francês a conquistar o título mundial e vencedor da primeira corrida do ano em Portimão, caiu na 21.ª das 25 voltas, quando seguia no sétimo lugar, enquanto o italiano Valentino Rossi (Yamaha), sete vezes campeão do mundo da categoria ‘rainha’, terminou a penúltima corrida da sua carreira no 13.º posto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.