O Bola de Ouro de 2017, que falava durante a receção do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, à seleção antes da partida para a Rússia, reconheceu que a 'equipa das quinas' não é a favorita para a conquista do troféu, contudo lembrou a vitória no Euro2016.

"Posso garantir uma grande ambição de toda a equipa. Sabemos que não somos os favoritos, temos de ser realistas, mas no futebol nada é impossível. Temos de pensar jogo a jogo. A fase de grupos vai ser extremamente difícil. Com estes jogadores temos de pensar sempre em grande. Estou confiante que daremos o nosso melhor", afirmou o avançado do Real Madrid, no antigo Museu Nacional dos Coches, em Lisboa.

Cristiano Ronaldo, que assumiu uma postura expectante em relação ao Campeonato do Mundo, afiançou que a equipa nacional tudo fará para dignificar o país.

"Vamos lutar até ao final, ter sempre a esperança que no futebol tudo é possível. E, passo a passo, ver o que vai acontecer, ver o que a competição nos dará. Para nós é um privilégio representar as cores de Portugal, representar esta nação. Vamos ver o que isto vai dar", concluiu.

No Mundial2018, que se realiza entre 14 de junho e 15 de julho, Portugal integra o Grupo B e entra em prova no dia 15, frente à Espanha, em Sochi, e depois terá pela frente Marrocos, dia 20, em Moscovo, e o Irão de Carlos Queiroz, em Saransk, em 25 de junho.

Antes da partida, agendada para o dia 09, Portugal defronta a Argélia na quinta-feira, no Estádio da Luz, em Lisboa, n último jogo de preparação, depois de empates com a Tunísia (2-2), em Braga, e com a Bélgica (0-0), em Bruxelas

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.