Com 118 tentos assinados pela equipa das ‘quinas’, apenas oito foram alcançados na maior prova mundial de futebol, o último dos quais já no Qatar, frente ao Gana (3-2), de grande penalidade, na estreia no Grupo H.

Contudo, nenhum dos sete anteriores a esse foi apontado na fase a eliminar das edições em que participou com Portugal, nomeadamente 2006, 2010, 2014 e 2018, sendo que, em 2014, a seleção nacional nem foi além da fase de grupos.

Em 2006, na Alemanha, o então jovem jogador do Manchester United, com 21 anos, marcou um dos golos da vitória sobre o Irão (2-0), de penálti, na segunda jornada do Grupo D, e não voltaria a ‘faturar’, apesar de o conjunto liderado por Luiz Felipe Scolari ter atingido as meias-finais e terminado na quarta posição.

Nos oitavos de final, Maniche foi o protagonista do triunfo sobre os Países Baixos (1-0), enquanto nos ‘quartos’ e nas ‘meias’, a equipa nacional ficou em ‘branco’, primeiro eliminando a Inglaterra (0-0) no desempate por grandes penalidades e, depois, perdendo com a França (0-1).

A acabar, na partida de atribuição do terceiro e quarto lugares, perdida para a Alemanha (1-3), foi Nuno Gomes quem marcou o tento português.

O mesmo sucedeu em 2010, já com o estatuto de ‘capitão’ de equipa, saindo da África do Sul com um golo, marcado na goleada à Coreia do Norte (7-0), na segunda ronda do Grupo G. Nos oitavos de final, o avançado, que alinhava no Real Madrid, ficou em ‘branco’ na eliminação frente à Espanha (0-1).

Já no Rússia2018, a meio da troca do Real Madrid pela Juventus, ‘CR7’ entrou de ‘rompante’ na competição, assinando um ‘hat-trick’ ante a Espanha (3-3) e o golo que deu a vitória sobre Marrocos (1-0), ambos na fase de grupos, mas, tal como em 2006 e 2010, voltou a não ‘faturar’ nos ‘oitavos’, em que Portugal foi eliminado pelo Uruguai (1-2), com Pepe a marcar o golo luso.

Em contraste, em campeonatos da Europa marcou em fases a eliminar de três das cinco edições em participou: no Euro2004, realizado em solo luso, contribuiu para a vitória sobre os Países Baixos (2-1) nas meias-finais, em 2012 assinou o tento do triunfo sobre a República Checa (1-0) nos ‘quartos’ e em 2016 fez o segundo golo sobre o País de Gales (2-0), nas ‘meias’.

Aos 37 anos, o capitão português, terá, na terça-feira, uma das derradeiras possibilidades de encerrar a ‘seca’ particular em campeonatos do mundo, quando Portugal defrontar a Suíça, nos oitavos de final do Mundial2022, provavelmente o último em que ‘CR7’ irá participar.

O encontro entre Portugal e Suíça tem início marcado para as 22:00 locais (19:00 em Lisboa), em Lusail.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.