Após ter fechado a temporada como número um mundial, ‘Rafa’ tem mais um motivo para festejar, depois de no domingo ter ajudado Espanha a conquistar o sexto título na Taça Davis: o maiorquino, de 33 anos, atingiu uma simbólica marca na liderança da hierarquia ATP.

Nadal é o sexto tenista da história, e o terceiro em atividade, a alcançar esta marca, estando, contudo, bem longe do suíço Roger Federer (310), do norte-americano Pete Sampras (286), do sérvio Novak Djokovic (275), do checo Ivan Lendl (270) e do norte-americano Jimmy Connors (268).

Com o número um ‘entregue’ ao espanhol, as mexidas no ‘ranking’ mundial resumem-se aos degraus mais baixos, com João Domingues a ser o português em destaque.

O oliveirense, que na passada semana chegou às meias-finais do ‘challenger’ da Maia, subiu 17 posições no ‘ranking’, situando-se agora no 175.º posto, atrás de João Sousa (imutável em 60.º) e Pedro Sousa, que escalou cinco lugares para ser 141.º.

Frederico Silva protagonizou a descida na semana entre os representantes lusos no ‘ranking’, baixando 13 lugares até à 204.ª posição, enquanto Gonçalo Oliveira e Gastão Elias subiram um e dois postos para serem, respetivamente, 268.º e 376.º.

Frederico Gil fecha o contingente português entre os 500 primeiros do ‘ranking’, na 458.ª posição.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.