Orientado pelo treinador argentino Diego Simeone no clube ‘madrileno’, o internacional francês, em entrevista ao diário desportivo gaulês L’Équipe, agradeceu a ‘El Cholo’ os elogios e a “confiança mostrada”, assegurando que vai “à guerra" por ele.

Questionado acerca da sua capacidade enquanto futebolista, Griezmann, de 25 anos, confessou que "pouco a pouco" atingirá a qualidade do argentino Lionel Messi (FC Barcelona) e do português Cristiano Ronaldo (Real Madrid), sendo, para isso, "essencial ganhar títulos".

O avançado assegurou que também o atual selecionador francês, Didier Deschamps, transmitiu “muita confiança” durante o Euro2016 por forma a “jogar com liberdade” e que, paulatinamente, assumiu “a responsabilidade do jogo ofensivo” da seleção, que perdeu a final para Portugal

Considerado o melhor jogador e marcador da competição – com seis golos apontados -, Antoine Griezmann descartou “por agora” o estatuto de capitão, focando-se, sobretudo, em “desfrutar do jogo”.

“Não preciso da braçadeira para aumentar o meu nível, dar o meu melhor para marcar golos ou fazer com que os outros marquem”, argumentou.

O luso-descendente apontou, nas duas últimas épocas, 57 golos em 107 jogos ao serviço do Atlético de Madrid. Na atual temporada, contabiliza seis golos em oito jogos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.