No último Grand Slam da temporada, que se disputa em Nova Iorque, o sexto cabeça de série da prova precisou de duas horas e meia para vencer o japonês em três sets (6-3, 6-4, 6-2), garantindo aquela que é a sua oitava final no US Open, prova que conquistou por três vezes.

Djokovic, que não marcou presença no US Open em 2017 devido a uma lesão no cotovelo direito que acabou por exigir cirurgia, procura agora a sua 14.ª vitória num Grand Slam.

Novak Djokovic, de 31 anos, vai defrontar no domingo o argentino Juan Martin Del Potro, número três mundial, que se apurou também na sexta-feira para a final, ao beneficiar da desistência do primeiro classificado no ‘ranking’ ATP, Rafael Nadal, lesionado no joelho direito.

Nove anos depois, Juan Martin Del Potro volta a disputar a final do US Open, a segunda da carreira em torneios do Grand Slam.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.