Em Atenas, Guilherme (12 minutos), El Arabi (72), Guerrero (79), Valbuena (84, de grande penalidade) e Soudani (90+4), apontaram os tentos para a formação da casa, que teve os portugueses José Sá e Daniel Podence no ‘onze’, ao contrário do compatriota Rúben Semedo.

Quanto à equipa de Abel Ferreira, campeã em título, apenas garantiu a terceira vitória na prova já em tempo de compensação, por intermédio de José Angel Crespo (90+2 minutos), depois de Chuba Akpom (17) e Leo Matos (23) terem colocado o PAOK na frente.

Para a formação anfitriã, com o defesa luso Talocha entre os suplentes, bisou o ponta de lança Vellios (45+1 e 53).

Apesar de Olympiacos e PAOK liderarem a prova, com nove pontos, o Xanthi, que tem seis, no quatro posto, pode alcançar o primeiro lugar, caso vença na receção ao Asteras Tripolis, no domingo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.