O jovem sul-africano, de 21 anos, partiu para a última volta ao traçado Par 72, desenhado por Seve Ballesteros, a uma pancada do então líder Vítor Lopes, que esteve na frente desde a ronda inaugural, mas arrancou uma última exibição repleta de ‘birdies’ (nos buracos 1, 4, 5, 6, 8, 11 e 18), e sem erros, e alcançou o triunfo com um agregado de 269 pancadas, 19 abaixo do Par.

No segundo lugar, à distância mínima de Higgo, que deverá ascender à 81.ª posição na Corrida para o Dubai, depois de se tornar no terceiro sul-africano a triunfar esta época no Circuito Europeu, ficou o espanhol Pep Angles, com 270 pancadas, três de vantagem sobre o campeão do Portugal Masters, o também sul-africano George Coetzee, que terminou em terceiro lugar.

Entre os portugueses, depois de liderar durante 54 buracos, Vítor Lopes cedeu na última volta, caindo para o grupo dos sétimos colocados, com um total de 275 ‘shots’, 13 abaixo do Par, enquanto Pedro Figueiredo subiu ao ‘top 20′, com a melhor performance nacional no dia de hoje, traduzida em 65 ‘shots’, para totalizar 279 pancadas, nove abaixo do Par.

Ricardo Santos, por sua vez, integrou o grupo dos 24.ºs colocados, após fazer uma última volta com 67 ‘shots’ e registar um agregado de 280 pancadas, oito abaixo do Par.

Já Stephen Ferreira despediu-se do Open de Portugal, pontuável para o European Tour e Challenge Tour, na 28.ª posição, com 281 pancadas, sete abaixo, Ricardo Melo Gouveia no lote dos 35.ºs colocados, 283 ‘shots’, cinco abaixo, e Tomás Bessa no 49.º posto, com 285, três abaixo do Par.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.