Depois do triunfo por 2-1 em casa, a equipa de Rui Vitória não resistiu em Doha, frente ao campeão do Qatar, que se colocou em vantagem aos 26 minutos, quando Akram Afif beneficiou de um desvio involuntário de um defesa para inaugurar o marcador.

O empate surgiu pouco depois, aos 33, em livre direto do avançado marroquino Abderrazak Hamdallah, que também tirou partido de um toque da bola na cabeça de um adversário, na barreira, enganando o guarda-redes.

Na segunda parte, o Al Sadd igualou a eliminatória através de um potente remate de fora da área por Hassan Al Haidos, sobre a direita, aos 59 minutos, e garasntiu a qualificação graças a uma grande penalidade, convertida pelo argelino Baghdad Bounedjah, aos 83 minutos.

O penálti — mão nas costas do extremo, que caiu na área — foi muito contestado pelos sauditas, com Rui Vitória no final a mostrar a sua indignação perante o árbitro do Sri Lanka.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.