A norueguesa dominou a competição feminina de esquiatlo, prova de esqui de fundo, em que as esquiadoras fazem 7,5 quilómetros em estilo clássico e 7,5 em estilo livre, superando a russa Natalia Nepryaeva, que ficou com a medalha de prata, e a austríaca Teresa Stadlober, que garantiu o bronze.

Já na prova dos 3.000 metros da patinagem de velocidade, a holandesa Irene Schouten conquistou a medalha de ouro e bateu o recorde olímpico, com o tempo de 3.56,93 minutos, superando a marca que pertencia à alemã Claudia Pechstein (3.57,70) desde os jogos de Salt Lake City, em 2002.

No segundo lugar ficou a italiana Francesca Lollobrigida, enquanto a canadiana Isabelle Weidemann foi terceira.

Esta prova de velocidade ficou também marcada pelo igualar do recorde de participações em Jogos Olímpicos de Inverno da alemã Claudia Pechstein, que aos 49 anos cumpriu a sua oitava participação, as mesmas do japonês Noriaki Kasai.

A alemã soma no seu currículo cinco títulos campeã olímpica e seis vezes campeã do mundo.

Ao final do primeiro dia de competições, a Noruega lidera o quadro de medalhas, com duas de ouro, seguida da Eslovénia, com uma medalha de ouro e uma de bronze. Já a China, Países Baixos e Suécia têm uma medalha de ouro.

A XXIV edição dos Jogos Olímpicos de Inverno, que termina em 20 de fevereiro, conta com a participação de quase 2.900 atletas, entre eles três portugueses: Ricardo Brancal e Vanina de Oliveira Guerillot, no esqui alpino, e José Cabeça, no esqui de fundo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.