Portugal sofreu a primeira derrota no Mundial do Qatar, perdendo com a Coreia do Sul, por 2-1, já tem tempo de descontos. Este resultado, contudo, não impede a turma das quinas de garantir o primeiro lugar do Grupo H.

Fernando Santos desenhou um onze bem diferente do habitual para o confronto com a Coreia do Sul, mesmo sem ter o primeiro lugar garantido antes deste embate. Surgiram nomes como os de Dalot, António Silva, Vitinha, João Mário ou Ricardo Horta e foi mesmo este último a inaugurar o marcador, logo aos cinco minutos.

Portugal, contudo, já tinha o apuramento carimbado antes deste jogo e quem precisava do resultado era a Coreia do Sul, de Paulo Bento, que viu o jogo na bancada, fruto da expulsão no jogo com o Gana. Não foi assim de estranhar que os coreanos tenham assumido mais o jogo após o golo inaugural de Portugal. Assumiram-no e foram sempre mais perigosos que os comandados de Fernando Santos, conseguindo mesmo o empate perto da meia hora de jogo, com Young-gwon a aproveitar um erro de Cristiano Ronaldo, na sequência de um canto, e a fazer o 1-1.

Nos 15 minutos que faltavam jogar até ao descanso, os coreanos continuaram a pressionar, com Portugal a optar por jogar em contra-ataque. Houve oportunidades de parte a parte, mas sem grande eficácia atacante dos dois lados.

O segundo tempo foi muito idêntico ao primeiro. A seleção da Coreia do Sul continuou atrás do resultado que lhe garantia o apuramento e Portugal esteve sempre mais na expetativa, à procura do erro da seleção orientada por Paulo Bento.

Ao contrário dos primeiros 45 minutos, contudo, as ocasiões de golo foram mais escassas. Portugal pouco incomodou a baliza dos asiáticos e a primeira grande oportunidade acabou por ser da Coreia do Sul, mas Diogo Costa revelou-se intransponível, num grande remate de Sung Lee, aos 72'.

Nessa altura já Cristiano Ronaldo não estava em campo, tendo saído aos 65 minutos, com cara de poucos amigos. Aliás, a segunda parte do lado português ficou mais marcada pela insatisfação na saída do capitão do que propriamente pelo futebol praticado.

E quando já todos esperavam pelo empate, na sequência de um lance para...Portugal, Hwang Hee-Chan desferiu o remate fatal, que não só garantiu a vitória aos sul-coreanos, como também o apuramento no segundo lugar do grupo. Um lance infantil da equipa de Fernando Santos, que subiu praticamente toda para a área, no lance do campo, deixando o meio campo defensivo à mercê dos coreanos.

Portugal espera agora pelos resultados dos jogos do final desta tarde, Camarões-Brasil e Suíça-Sérvia, para saber o adversário dos oitavos-de -final, embate esse marcado para a próxima terça-feira, pelas 19h00. A turma das quinas defrontará o segundo classificado do Grupo G, onde nada está ainda definido, embora os canarinhos liderem o grupo com seis pontos em duas partidas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.