Na visita a Birmingham, os ‘reds’ viram-se em desvantagem desde os 21 minutos, por culpa de um golo do egípcio Trezeguet, só que Andy Robertson repôs a igualdade aos 87, na sequência de um cruzamento de Mané.

Quando tudo apontava para que o Liverpool perdesse dois pontos, o avançado senegalês operou a reviravolta, aos 90+4 minutos, e deu a vitória ao líder, correspondendo da melhor forma a um canto do lateral Trent Alexander-Arnold, que disputou o 100.º jogo com a camisola dos ‘reds’ e se tornou no quarto mais jovem de sempre a alcançar a centena de partidas.

O triunfo mantém o Liverpool na liderança isolada, com 31 pontos e os mesmos seis de vantagem sobre o Manchester City, segundo classificado, que deu a volta ao ‘texto’ e venceu por 2-1 na receção ao ‘aflito’ Southampton, que está em zona de despromoção.

James Ward-Prowse adiantou os ‘saints’, aos 13 minutos, aproveitando um erro do guarda-redes Ederson, mas o argentino Sergio Agüero, aos 70, e Kyle Walker, aos 86, deram ao City a terceira vitória seguida na Premier League, num encontro no qual o internacional português Bernardo Silva foi titular pelos ‘citizens’.

O Arsenal, quinto colocado, averbou o terceiro jogo seguido sem vencer na prova, ao empatar 1-1 com o Wolverhampton, treinado pelo português Nuno Espírito Santo, conjunto que reforçou o estatuto de ‘rei das igualdades’, somando o terceiro consecutivo e o sétimo em termos globais.

O gabonês Pierre-Emerick Aubameyang inaugurou o marcador, aos 21 minutos, anotando o seu 50.º tento com a camisola dos ‘gunners’, antes de o ex-benfiquista Raúl Jiménez empatar a partida, aos 76, após assistência do internacional luso João Moutinho.

Além de Moutinho, também Rui Patrício, Rúben Neves e Diogo Jota foram titulares no Wolverhampton, enquanto Rúben Vinagre e Pedro Neto foram lançados por Espírito Santo na etapa complementar.

O surpreendente Sheffield United aproveitou este ‘deslize’ e está agora a um ponto dos londrinos, depois de vencer por 3-0 o Burnley, dois golos de John Lundstram, aos 17 e 43 minutos, e um de John Fleck, aos 44.

O Brighton bateu o penúltimo classificado, Norwich, por 2-0, com tentos de Leandro Trossard e Shane Duffy, enquanto o Newcastle voltou aos triunfos, na visita ao West Ham, por 3-2. Ciaran Clark, Federico Fernández e Jonjo Shelvey marcaram para os ‘magpies’, antes de Fabián Balbuena e Robert Snodgrass reduzirem para os ‘hammers’.

No primeiro jogo do dia, o Manchester United foi a Bournemouth perder por 1-0, com o norueguês Joshua King, que passou pela formação dos ‘red devils’, a marcar o único tento da partida mesmo em cima do intervalo, aos 45 minutos, dando aos ‘cherries’ a primeira vitória sobre os ‘red devils’ desde 2015.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.