O Pescara, que é último no campeonato italiano, perdeu no domingo por 6-2 com a Lazio e na madrugada de terça-feira os dois carros de Sebastiani, que estavam estacionados à frente da sua casa, foram incendiados.

A polícia concluiu que o incêndio teve origem criminosa e está agora a analisar as imagens das câmaras de segurança.

O presidente do Pescara disse ao diário regional Il Centro que está indignado e que vai abandonar o clube no final da temporada.

A tensão na cidade de Pescara começou a crescer antes do Natal, quando a claque interrompeu a festa natalícia da equipa. O último episódio aconteceu no domingo, com os adeptos a protestaram fora do estádio do clube, que soma apenas nove pontos em 23 jornadas.

“Está a acontecer há algum tempo. Infelizmente, no futebol, quando não tens resultados, a culpa é sempre daqueles que estão no comando. De certa maneira, entendo, mas criticar é uma coisa, chegar a este ponto é outra”, disse Sebastiani à Radio 24.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.