Miguel Pinto Lisboa considerou que o 'juiz' da associação de Lisboa quis ser “o centro do jogo”, com critérios que não foram “justos nem equivalentes”, no empate 0-0 com o Belenenses SAD, para a I Liga, e vincou que o emblema vimaranense, a seu ver prejudicado, deve ser “respeitado”.

“O Vitória vai pedir ao CA que o receba, porque quer ser respeitado”, disse, no final de uma declaração proferida na sala de imprensa do Estádio D. Afonso Henriques, após o jogo da quinta jornada da I Liga, que terminou com os minhotos reduzidos a nove unidades.

Miguel Pinto Lisboa disse ainda que o “centro do futebol tem de ser os jogadores” e que a “presença dos adeptos” nos estádios deve ser “valorizada” e não “colocada em causa”, tendo ainda questionado a pertinência de se discutirem assuntos como a centralização dos direitos televisivos da I Liga de futebol com arbitragens como a de Hélder Malheiro.

“O futebol precisa que o centro do espetáculo estejam as equipas de futebol. Como queremos falar de centralização de direitos televisivos e vender o nosso espetáculo quando somos confrontados com arbitragens destas”, vincou, apesar de reconhecer que a expulsão do vitoriano Alfa Semedo, aos 10 minutos, foi acertada.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.