Na tirada de consagração do corredor da Mitchelton-Scott, a vitória foi para o italiano Elia Viviani (Quick-Step Floors), que cumpriu os 100,9 quilómetros entre Alcorcón e Madrid em 2:21.28 horas, batendo ao ‘sprint’ o eslovaco Peter Sagan (BORA-Hansgrohe) e o seu compatriota Giacomo Nizzolo (Trek-Segafredo).

Simon Yates chegou integrqado no pelotão e confirmou o seu primeiro triunfo numa das três grandes voltas, tornando-se o segundo britânico a vencer a Vuelta, um ano depois de Chris Froome ter inscrito o seu nome no historial da prova.

Nas seis participações anteriores nas três principais corridas por etapas, Yates tinha como melhores resultados o sexto lugar na Volta a Espanha em 2016 e o sétimo na Volta a França em 2017.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.