Em comunicado, o organismo refere que os 33 minutos de jogo que ficaram por disputar em 19 de abril “serão jogados à porta fechada, por precaução”.

O encontro, da segunda mão das meias-finais da Taça da Turquia, foi suspenso devido a problemas com o público, com o treinador dos forasteiros a ser atingido por um objeto proveniente da bancada.

Ao minuto 56, com o resultado em 0-0, a confusão gerou-se junto ao banco do Besiktas, com alguns dos jogadores suplentes a ‘pegarem-se’ com adeptos do Fenerbahçe e Senol Gunes acabou por ser atingido na cabeça por um objeto, que fez o técnico cair no relvado.

Senol Gunes, que na sequência do incidente passou uma noite no hospital, afirmou há dias que se recusa a voltar ao estádio do Fenerbahçe.

O Besiktas deverá anunciar na quinta-feira se aceita jogar os 33 minutos que faltam da partida, enquanto o Fenerbahçe reclama uma vitória, alegando que a equipa visitante abandonou o terreno de jogo.

Na primeira mão, as duas equipas de Istambul tinham empatado a dois golos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.