Na conferência de imprensa da PSP, que decorreu no palco na final de domingo, o intendente Domingos Antunes foi o porta voz que confirmou estarem reunidas todas as condições de segurança para o encontro no Estádio Nacional, em Oeiras.

“Este policiamento foi há muito preparado, com reuniões insistentes com o promotor, mais concretamente a FPF. Perante todos os cenários, existe um clima propício para que esta taça seja mais uma marca de referência em Portugal”, começou por enaltecer.

Contudo, sem esquecer a semana conturbada que os ‘leões’ têm vivido, face ao ataque de terça-feira na Academia do Sporting, em Alcochete, onde dezenas de alegados adeptos encapuzados invadiram as instalações e agrediram jogadores e equipa técnica, o intendente não desvalorizou, mas preferiu destacar a “experiência” da PSP nestes eventos.

“A polícia, pela experiência que tem nestes eventos, está naturalmente preparada para os cenários prováveis ou até impossíveis de acontecer. Que a polícia seja aplaudida ano final pela capacidade de invisível de poder contribuir para o espetáculo”, declarou.

Por outro lado, continuando a insistir que a final da prova ‘rainha’ vai decorrer dentro do espectável, Domingues Antunes deixou um apelo: “Gostava de transmitir uma imagem de confiança, serenidade e ponderação e que as pessoas venham ao estádio e façam a festa”.

Ainda assim, a PSP não descarta eventuais momentos de maior tensão, principalmente no que aos adeptos ‘leoninos’ diz respeito.

“É possível [momentos de tensão], mas não sou capaz de avençar com que probabilidade. A polícia vai acompanhar estes fenómenos. Sinto uma confiança que tudo vai decorrer com a maior urbanidade, que os adeptos seguirão as informações da polícia e ajudarão à festa”, esclareceu.

Perante a insistência dos jornalistas, Domingues Antunes aprofundou que o topo norte do Estádio Nacional terá especial atenção por parte das forças policiais, tendo como prioridade proteger os adeptos alheios a essa zona.

“A questão é que existem algumas informações que nos canalizam para o setor de risco para os grupos organizados, designado de claques. Se existirem esses cenários de conflitos com as próprias claques a polícia terá de ter uma reação rápida para proteger todos os adeptos e focalizar nesses setores de risco”, concluiu.

No domingo, Sporting e Desportivo das Aves defrontam-se no Estádio Nacional, em Oeiras, pelas 17:15, com as portas a abrirem pelas 14:45.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.