Com 10 ensaios, os ‘springboks’ estiveram implacáveis no seu quarto jogo no Grupo B, no qual apenas foram derrotados pela bicampeã Nova Zelândia (23-13), que encerra a ‘poule’, no sábado, frente à Itália.

Na primeira parte, seis conversões de Elton Jantjies – que conseguiu mais duas na segunda metade –, e os ensaios de Cobus Reinach – autor do ‘hat-trick’ mais rápido na história da competição, em 20 minutos –, Damian de Allende, S'Busiso Nkosi, Warrick Gelant e Frans Steyn deram expressão à superioridade dos comandados de Rassie Erasmus, que venciam por 47-0 ao intervalo.

Já depois da expulsão de Josh Larsen, que deixou o Canadá reduzido a 14 ainda na primeira parte, aos 36 minutos, o Canadá ‘respondeu’ com um ensaio de Matt Heaton e uma conversão de Peter Nelson e, apesar de ter falhado quatro pontapés de penalidade, tomou a dianteira deste ‘parcial’.

A reação canadiana foi travada depois dos 54, quando Schalk Brits conseguiu um ensaio, Jantjies uma conversão e o domínio voltou a ser sul-africano, com mais dois ensaios de Damian Willemse e Frans Malherbe e nova conversão de Jantjies, fixando o resultado em 66-7.

Com este triunfo, a África do Sul assumiu provisoriamente o comando do Grupo B, com 15 pontos, mais um do que a Nova Zelândia e mais cinco da Itália.

Só um muito pouco provável triunfo bonificado dos transalpinos no sábado, em Toyota, poderá afastar os dos ‘quartos’ os até agora implacáveis ‘all-blacks’, que venceu todos os 14 embates anteriores

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.