Em declarações à agência Lusa, o candidato pela lista B disse que tem como objetivo “resolver” a conjetura atual do clube “e conseguir que o Sporting seja campeão”, pelo que, depois, passará o “testemunho à geração mais nova”.

“Não venho para ficar uma data de anos no Sporting. Venho para resolver este problema, uma vez que não reconheço a nenhuma das outras candidaturas essa capacidade. Se ganhar, como conto, e depois de resolvidos os problemas e de sermos campeões, eu passarei o testemunho a uma nova geração”, referiu.

De resto, Ricciardi vê nomes como “Poiares Maduro, Samuel Fernandes de Almeida, Tomás Froes, João Benedito ou Luís Figo” como potenciais futuros candidatos.

Contudo, o candidato não revelou se pretende deixar o cargo de presidente ainda antes do final do mandato, caso seja eleito.

“Não consigo dizer, temporalmente, quanto será. Atingindo os objetivos a que me proponho, irei passar o testemunho. Se vai demorar um mandato inteiro, não consigo dizer agora”, concluiu.

As eleições do Sporting estão marcadas para 08 de setembro.

Além de José Maria Ricciardi, candidatam-se também Frederico Varandas, Pedro Madeira Rodrigues, João Benedito, José Dias Ferreira, Fernando Tavares Pereira e Rui Jorge Rego.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.