Liderados por 'CR7', os portugueses sofreram mais do que anteviam ante o Gana, mas ganharam, neste Mundial2022, por 3-2 e comandam o Grupo H, com o destaque a ir todo para o capitão luso, que, desde 2006, marca sempre em fases finais.

No Qatar, tudo na normalidade para o sempre favorito Brasil, líder no grupo G depois do 2-0 à Sérvia, com Richarlison a marcar o que é, até ao momento, o mais vistoso golo do torneio.

Nos outros jogos do dia, para o grupo H, Uruguai e Coreia do Sul 'anularam-se' mutuamente (0-0) e para o G a Suíça venceu os Camarões, por 1-0, com a particularidade de o golo ser de um ex-camaronês.

Nunca ninguém o tinha feito - marcar em cinco Mundiais é o novo marco da carreira de Cristiano Ronaldo, desempatando hoje de um ilustre grupo em que estava com Pelé, Messi, Miroslav Klose e Uwe Seeler.

Aos 37 anos, 'CR7' ainda joga o suficiente para ser escolhido como o 'homem do jogo', depois de abrir o caminho para uma vitória que, no entanto, acabou por ser mais difícil do que esperava.

O avançado luso foi derrubado em falta na área ganesa e ele próprio converteu em golo, aos 65 minutos, com um remate fortíssimo, a que se seguiu o costumeiro ritual, agora com o golo especial, o seu sétimo em fases finais, 'picando o ponto', pelo menos, sempre desde há 16 anos.

A muito fechada equipa do Gana conseguiu chegar ao golo aos 73 minutos, quando 'abriu' mais o seu esquema, mas pouco depois sofreu mais dois golos, nas estreias a este nível de João Félix (78) e Rafael Leão (80).

Nos minutos finais, o Gana acabou por relançar o jogo, com o 3-2 de Osman Bukari, aos 89 minutos, e chegou a inquietar para o que seria um 'injusto' empate.

Com esta vitória, os lusos ficam a uma vitória de garantir a passagem aos oitavos de final, já que, mais cedo, o Uruguai e a Coreia do Sul, de Paulo Bento, empataram sem golos.

Muitas preocupações defensivas e poucos lances de perigo, de ambos os lados, marcaram um jogo 'entediante', que concorre para os mais fracos do Mundial, por certo.

Portugal tem três pontos, coreanos e uruguaios um cada e o Gana nenhum, o que significa que na próxima ronda Portugal pode apurar-se já e o Gana pode ficar pelo caminho.

Menos 'stress' para o Brasil, claro dominador da Sérvia, a comprovar que os 'canarinhos' são sempre candidatos, ainda mais quando estão a jogar bem, como é o caso.

A Sérvia, que obrigou Portugal ao caminho dos 'play-off', nas qualificações europeias, não teve argumentos para os pupilos de Tite, que já lideram o seu grupo, graças ao melhor saldo de golos, depois do 1-0 da Suíça aos Camarões.

Um grande golo de Richarlison animou a seleção liderada por Neymar, aos 73 minutos, então a fazer o 2-0. O mesmo jogador já tinha aberto as portas do triunfo, com o golo apontado no minuto 62.

O 'escrete' passa com distinção no que antevia como o jogo mais difícil desta fase e coloca-se, a par de Inglaterra e França, no grupo das seleções que melhor futebol apresentaram no torneio, na primeira jornada, que hoje fechou.

Um golo bastou para a Suíça derrotar os Camarões, com a curiosidade de ter sido marcado, aos 48 minutos, pelo ex-camaronês Breel Embolo.

Na sexta-feira, regressam os grupos A e B, com o Irão, de Carlos Queiroz, a voltar 'à liça', depois da goleada sofrida no arranque, 6-2 ante a Inglaterra.

O portista Mehdi Taremi voltou a estar sob o foco das atenções, na conferência de imprensa de véspera da partida contra o País de Gales, pelas questões políticas ligadas ao seu país e à contestação ao regime de Teerão.

Em Doha, a questão do direitos humanos e da solidariedade LGBTQ+ continua na ordem do dia e a federação galesa deu indicações expressas para que se deixe entrar no estádio quem vier com símbolos alusivos a essa luta.

Para o Grupo B, jogam também Inglaterra e Estados Unidos, enquanto que, no grupo A, os jogos são Qatar-Senegal e Países Baixos-Equador.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.