O treinador do Sporting, Rúben Amorim, foi hoje suspenso por 15 dias pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), após a expulsão no jogo frente ao Famalicão (1-1), da 26.ª jornada da I Liga.

O técnico dos ‘leões’, que foi expulso pela quarta vez, vai cumprir uma suspensão de 15 dias, além de pagar uma multa de 6.375 euros, segundo o mapa de castigos hoje divulgado, que salienta que Rúben Amorim proferiu “palavras injuriosas dirigidas à equipa de arbitragem” no final do jogo.

O documento indica que Rúben Amorim foi notificado do relatório na segunda-feira e que hoje o treinador apresentou alegações, referindo que não proferiu as expressões que lhe foram atribuídas.

“Analisada a defesa apresentada, este Conselho de Disciplina - Secção Profissional entende que não se vislumbra indiciado qualquer abalo à credibilidade probatória reforçada de que gozam aqueles relatórios oficiais, pelo que se confirma a factualidade neles descrita, com as consequências disciplinares previstas no Regulamento Disciplinar da Liga”, explica.

Com este castigo, Rúben Amorim vai ficar fora do banco de suplentes na visita do Sporting ao Farense, na sexta-feira, da 27.ª jornada, para além de falhar também a receção ao Belenenses SAD, em jogo que vai ser disputado a meio da próxima semana.

Já a sua presença no banco na deslocação ao Sporting de Braga, da 29.ª jornada, é ainda uma incerteza, uma vez que a partida ainda não tem data marcada.

O treinador viu o cartão vermelho direto no final do jogo entre o Sporting, líder do campeonato, e o Famalicão, da 26.ª jornada da I Liga, que terminou com um empate 1-1.

Já Hugo Viana, diretor desportivo do Sporting, viu o CD da FPF abrir um processo disciplinar, tendo também apresentado hoje as suas alegações.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.