“Nunca avaliamos a nossa equipa de forma individual, avaliamo-la como um todo. Os resultados [na Liga dos Campeões] não têm sido os melhores, mas a nossa ambição passa por querermos ser melhores, querer vencer e corresponder”, afirmou o central, na conferência de imprensa de antevisão à partida de quarta-feira.

Rúben Dias reconheceu o valor do adversário, que lidera a ‘poule’, com quatro pontos, em igualdade pontual com o Zenit, mas frisou que os ‘encarnados’, em último sem qualquer ponto, têm de pensar primeiro naquilo que vão fazer em campo.

“Temos claramente noção de que vai ser uma partida difícil, contra um adversário muito forte. Na nossa cabeça está primeiro aquilo que nós queremos, vamos ter um adversário difícil de superar”, vincou.

Questionado sobre se jogar contra o Lyon poderia ter uma sensação diferente, uma vez que os franceses mostraram interesse no jogador luso em 2018, Rúben Dias foi perentório: “O meu nome foi associado ao Lyon como foi a muitos outros clubes. Sempre estive tranquilo e tenho a cabeça onde tem de estar, no Benfica.”

A liderança da ‘poule’ G é partilhada por Zenit e Lyon, ambos com quatro pontos, seguidos do Leipzig, com os três pontos resultantes da vitória em Lisboa, e do Benfica, sem pontos.

O encontro entre o Benfica e o Lyon está marcado para quarta-feira, pelas 20:00, no Estádio da Luz, em Lisboa, e será dirigido pelo eslovaco Ivan Kruzliak.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.