“É uma grande honra para a Sauber trabalhar com a Honda nas próximas épocas. Os nossos reajustes não são só visíveis com a mudança de propriedade, mas também com o nosso novo parceiro tecnológico”, comentou a diretora geral da Sauber, Monisha Kaltenborn.

Os problemas financeiros da Sauber, que cumpre este ano a 25.ª temporada na Fórmula 1, motivaram a mudança de proprietário da equipa em julho, que passou a ser detida pelo grupo suíço de investimentos Longbow Finance.

Atualmente, a Sauber utiliza a versão de 2016 do motor Ferrari, que não deverá sofrer qualquer ‘retoque’ durante o Mundial deste ano.

“Além da parceria com a McLaren, que começou em 2015, vamos começar a fornecer motores à Sauber a partir do próximo ano. É um novo desafio para a Honda na Fórmula 1″, comentou, por seu turno Katsuhide Moriyama, diretora de comunicação da Honda.

A Sauber e a McLaren são as duas únicas equipas que ainda não pontuaram nas três primeiras provas do Mundial, liderado pelo alemão Sebastian Vettel (Ferrari), seguido do britânico Lewis Hamilton (Mercedes), a sete pontos do germânico.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.