Numa entrevista ao sítio oficial do WRC, em Jyvaskyla, local onde decorre o rali da Finlândia, Ogier referiu também que a decisão de abandonar a competição não influenciará a sua condução ao comando do Citroen.

“Ainda me restam 20 ralis para disputar se fizermos uma contagem. Não é por ter esta ideia em mente que vou conduzir mais devagar", assegurou Ogier, que ocupa nesta altura o segundo posto na classificação do campeonato mundial, a quatro pontos do líder, o estoniano Ott Tanak (Toyota).

Aos 35 anos, o piloto francês confessou que pretende passar mais tempo com a sua família, para além de se ter tornado embaixador da Fórmula E, em julho passado.

Desde 2009 no campeonato mundial de ralis, Ogier venceu seis títulos, quatro com a Volkswagen (2013, 2014, 2015 e 2016) e outros dois com a M-Sport Ford (2017 e 2018).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.