O piloto da Toyota concluiu a jornada de hoje com o tempo de 2:06.35,8 horas, deixando o galês Elfyn Evans, seu companheiro de equipa na Toyota, na segunda posição, a 6,9 segundos.

O belga Thierry Neuville (Hyundai i20), que começou o dia de hoje na frente da classificação, fez uma má escolha de pneus, misturando duros com macios, que se deterioram mais do que o esperado, e caiu para terceiro, a 10,4 segundos do campeão mundial.

O estónio Ott Tänak (Hyundai i20) é quarto, já a 37,8 segundos do líder.

O francês Pierre-Louis Loubet (Hyundai i20) foi a única baixa do dia entre os WRC, tendo desistido depois de ficar preso fora de estrada.

Ogier foi o piloto que mais especiais venceu hoje (três das oito disputadas).

“Sofri mais dois furos durante a tarde, pelo que fiquei feliz por ter dois pneus suplentes. Tivemos um resultado muito bom hoje. Sem os furos, a diferença teria sido um pouco mais confortável. Mas não aconteceu assim, pelo que não me vou lamentar. Temos de continuar nesta senda e afastarmo-nos dos problemas”, comentou, já no parque fechado.

No domingo, disputam-se as derradeiras quatro especiais, incluindo a ‘power stage’, que distribui 15 pontos pelos cinco mais rápidos, num total de 78,58 quilómetros cronometrados.

O rali da Croácia é a terceira prova do Mundial de Ralis e antecede o rali de Portugal, que decorre de 21 a 23 de maio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.