“Obviamente, há favoritos. São os históricos três ‘grandes’, sendo que também incluo o Sporting de Braga, mas não há vantagem por termos conquistado três campeonatos nos últimos cinco anos. Acho que é importante olhar para esta maratona de 34 jornadas. Os clubes que mencionei partem em pé de igualdade e tudo depende daquilo que fizermos em campo, até porque não é o peso da camisola que envergamos que vai decidir algo. O que passou, passou”, reconheceu o técnico, na conferência de imprensa de antevisão ao duelo em casa com o Marítimo, no sábado, da ronda inaugural da 89.ª edição da prova.

Depois de êxitos intercalados em 2017/18, 2019/20 e 2021/22, os ‘dragões’ perseguem o 31.º campeonato do seu palmarés na I Liga e um inédito ‘bi’ com Sérgio Conceição, que tinha classificado esta semana o FC Porto como “o primeiro alvo a abater” em 2022/23.

“Não temos nenhuma bandeira com esse slogan. No ano passado houve uma afirmação do Rúben [Amorim, treinador do Sporting, que foi campeão nacional em 2020/21] a dizer exatamente o mesmo. Temos de defender o título e fiz essa análise com os jogadores. Ganhámos, mas no ano seguinte as coisas não correm tão bem, apesar de termos feito sempre épocas boas a nível de resultados. Olhando para os campeonatos passados, já retirámos algumas coisas importantes para não serem repetidas. Pode-se ganhar, mas difícil é ganhar muitas vezes e estarmos sempre motivados. Esse é o meu foco”, vincou.

O treinador referiu que “há algumas coisas que não gostava de ver e ouvir” durante esta temporada, que “são conhecidas por todas”, mas preferiu salientar a “matéria-prima de muita qualidade” patente nos jogadores e técnicos do escalão principal do futebol luso.

“Cada um faz as análises que faz. Temos uma I Liga interessante, com equipas técnicas cada vez mais bem preparadas e jovens jogadores da nossa formação a surgirem nas primeiras equipas. É de louvar muitas coisas positivas. Já viram a quantidade de atletas que sai da I Liga portuguesa e vai para os melhores campeonatos do mundo?”, ilustrou.

Diogo Costa e Fábio Cardoso estão de regresso às opções de Sérgio Conceição para a receção ao Marítimo, depois de terem cumprido suspensão na vitória sobre o Tondela, recém-despromovido à II Liga, por 3-0, no sábado, em Aveiro, que permitiu ao FC Porto abrir oficialmente a temporada com a 23.ª conquista da Supertaça Cândido de Oliveira.

“As expectativas são as de sempre: fazer um bom jogo e ter um resultado positivo, que passa pela vitória. O Marítimo tem estado desde a 12.ª jornada do campeonato passado com o [treinador] Vasco Seabra, que fez um trabalho excelente, pois pegou a equipa na penúltima posição e chegou ao fim num tranquilíssimo 12.º lugar. É verdade que registou algumas saídas e entradas, mas continua a ser uma equipa competitiva, bem organizada e que sabe bem aquilo que tem de fazer nos diferentes momentos do jogo”, perspetivou.

Já Otávio e o reforço David Carmo continuam castigados, enquanto o sérvio Marko Grujic acusou fadiga muscular e juntou-se ao boletim clínico, no qual já constavam Manafá e o brasileiro Evanilson, que sofreu uma contratura muscular no glúteo direito na Supertaça.

“O Grujic teve um pequeno problema. Já deu sinais positivos, tal como o Evanilson, mas vamos ver até à hora do jogo. Estamos preparados para o Marítimo. É importante olhar para o adversário com respeito e humildade, mas, principalmente, olhar para nós e para aquilo que podemos e devemos fazer para ganhar este jogo”, reiterou Sérgio Conceição.

Jorge Nuno Pinto da Costa vai atingir a marca histórica dos 2.000 encontros em todas as provas desde que foi empossado pela primeira vez como 33.º presidente da história dos ‘dragões’, em 23 de abril de 1982, contando 1.357 vitórias, 361 empates e 281 derrotas, que proporcionaram a conquista de 67 títulos – sete internacionais e 60 no plano interno.

O FC Porto inicia a 89.ª participação na I Liga com uma receção ao Marítimo, no sábado, às 20:30, no Estádio do Dragão, no Porto, em jogo da ronda inaugural da edição 2022/23 da prova, que terá arbitragem de Hélder Malheiro, da Associação de Futebol de Lisboa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.