"O Sport Lisboa e Benfica e o seu treinador Jorge Jesus refutam cabalmente a existência de qualquer acordo com o Flamengo para a libertação da sua equipa técnica mediante entendimento entre os clubes.
Jorge Jesus tem contrato com o Sport Lisboa e Benfica e está focado nos objetivos desportivos do Clube, sendo manifestamente falso e descabido que tenha demonstrado qualquer vontade de regressar ao Brasil nesta altura."

O excerto acima transcrito é o primeiro de um comunicado emitido pelo clube da Luz esta quarta-feira para negar a notícia avançada pela CNN Portugal e pelo MaisFutebol que dava conta de que o treinador português tinha acertado junto do Flamengo um regresso ao Brasil, estando a transferência a ser discutida entre os dois clubes.

"O Sport Lisboa e Benfica lamenta que, na véspera de uma partida decisiva para a sua continuidade na Taça de Portugal, um órgão de informação com a chancela CNN se predisponha a disseminar informações falsas e já desmentidas em direto pelo próprio representante do Flamengo", pode ainda ler-se.

Segundo a nota, "Jorge Jesus, ao contrário do que foi divulgado pela CNN Portugal, não deseja voltar ao Brasil, mas sim voltar a ser campeão pelo Sport Lisboa e Benfica". Informação que vai de encontro ao que foi transmitido pelo adjunto do técnico, João de Deus, na conferência de imprensa de antevisão ao Clássico que se vai disputar amanhã a contar para a Taça de Portugal.

O adjunto, no lugar de Jesus que está afastado do banco dos encarnados a contas como uma suspenção, tal como o seu homónimo do Futebol Clube do Porto, confirmou que o treinador dos encarnados se encontrou com "amigos do Flamengo", numa reunião "devidamente autorizada pelo Benfica e pelo presidente Rui Costa". No entanto, "Jorge Jesus disse que não quer abandonar o Benfica e que pretende cumprir o contrato".

“É verdade que ontem [terça-feira] houve um encontro do ‘mister’ com os nossos amigos do Flamengo, devidamente autorizado pelo Benfica e com o conhecimento do presidente Rui Costa, em que o ‘mister’ disse que não pode e não quer, neste momento, abandonar o Benfica”, esclareceu João de Deus.

Sem se deter, o assistente de Jorge Jesus adiantou que o técnico principal tem “um contrato para cumprir”, que “quer cumprir”, e que “esse propósito continua inalterado e com cada vez mais convicção”.

“Foi-me transmitida há instantes por Jorge Jesus, na presença do diretor-geral, Rui Pedro Braz, e do presidente, Rui Costa. Tudo o que se tem falado não nos desvia do que queremos, que é vencer títulos no Benfica. Temos quatro competições onde estamos envolvidos e que queremos vencer, a começar já amanhã [quinta-feira]”, no encontro da Taça de Portugal, com os ‘dragões’, sustentou.

Também o Flamengo, pela voz do diretor executivo Bruno Spindel reagiu à notícia da CNN Portugal. Em entrevista ao canal disse que é "natural" que o clube carioca queira voltar a contar com ele, relembrando todo o historial de vitórias do técnico português que venceu o Brasileirão e a Libertadores.

"O Flamengo ainda não fez qualquer proposta. Desde que chegámos, dissemos que o Flamengo queria um treinador europeu. O mister Jorge Jesus é um profissional de primeiro nível, fez um trabalho maravilhoso, tem amizade comigo, com o Marcos Braz e com o presidente Landim. É natural que tenhamos o desejo de ter o Jorge como treinador do Flamengo. Preenche todos os requisitos e foi campeão no Flamengo", disse Spindel, à CNN Portugal.

Jorge Jesus tem contrato com o Benfica até junho de 2022.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.